Precisamos falar sobre bullying e 13 Reasons Why!

Certamente, você deve ter visto muita gente na sua timeline falando sobre “13 Reasons Why”. Sendo uma adaptação do livro de Jay Asher publicado em 2007, a nova série da Netflix teve sua estreia dia 31 de março e desde então causou um grande “boom” nas redes sociais.NetflixTiein

A história relata a vida da jovem Hanna Baker que cometeu suicídio sem ninguém saber ao certo o motivo que a levaria tomar essa decisão. Pelo menos não de início. O atrativo da história é como esses motivos são revelados ao público: Hanna gravou sete fitas cassete narrando cada um dos porquês, e principalmente, quem são os 13 responsáveis por ela chegar a esta conclusão. Quem recebe as fitas está diretamente relacionado ao motivo e além de escutar as fitas, a pessoa tem que seguir uma série de instruções para passar a fita à diante para o próximo responsável.

13-reasons-why-personagens-netflix

Prometo não dar muito spoiler mas você já deve imaginar que a raiz dos motivos é aquilo que muitos adolescentes passam na época do colégio: O BULLYING.

Lembro do dia quando fui apresentada a essa nova palavra sendo que já era vítima dela há muitos anos. A nova palavra se tornou rotineira assim como seu ato. Foi quando sua gravidade chegou a se tornar motivo de piadinha nos corredores. Com bullying não se brinca.

Para alguns pode ser bobagem mas já estava na hora do assunto ser tratado como protagonista, afinal o bullying é o gatilho para muitas das decisões por suicídio e não deve ser mascarado e tratado como algo sem importância.

A série deixou meu coração angustiado e me fez recordar a perseguição que sofri na época da escola. Apelidos, piadas, exclusão, perseguição. Coleciono histórias em que me senti humilhada pelos meus colegas e isso refletiu em um enorme complexo de autoestima, inferioridade, depressão e mania de perseguição.

Screen-Shot-2017-02-22-at-5.41.22-PMAcredito que quem sofreu com o bullying no passado sempre levará consigo essas cicatrizes e pode lidar com elas de várias maneiras. Trabalhando muito meu psicológico, passei a encarar as coisas de uma maneira diferente, criando um escudo onde cada agressão verbal não conseguia mais me atingir.

Eu espero do fundo do meu coração que a série incomode os espectadores ao ponto de não aceitarem o bullying em seu cotidiano, criando um novo olhar sobre as pessoas. #NaoSejaUmPorque e não machuque seus colegas, você não tem esse direito.

beeijos,
Mari Hessel

Anúncios

Visita ao Projac – A fábrica de sonhos

projac

 

No meu primeiro ano de faculdade foi dito que ao longo do curso poderíamos fazer uma viagem para o Rio de Janeiro e conhecer a Central Globo de Produção, mais conhecida como PROJAC (Projeto Jacarepaguá).

Atualmente, cursando o 3º ano, já tinha até me esquecido dessa possibilidade quando o coordenador do curso e a professora Sônia anunciaram a viagem na sala de aula *—-*

Para a minha felicidade eu tinha acabado de receber meu primeiro salário no estágio mas ainda precisava conversar com a minha chefe sobre a disponibilidade de me ausentar um dia.

Ansiosa do jeito que eu sou e sabendo que havia apenas 30 vagas para os dois períodos, assim que soube a resposta da minha chefe (Siiiiiim!) já fiz o pagamento para garantir! Conclusão: fui a primeira a pagar! kkkkkkkk

Fomos de ônibus, aproximadamente 7 horas de viagem! Levei até meu Bolsa Blindada para ler na estrada e depois acabei me rendendo as brincadeiras musicais com os meus amigos da faculdade.

11209722_811966128871749_2845305273952564249_n

 

Chegamos no hotel, tomamos uma ducha e fomos dar uma volta na Barra da Tijuca para almoçar. Como estava tendo o campeonato carioca, todos os lugares estavam lotados para assistir o jogo. Depois do almoço, os paulixxxtas foram claro, PARA A PRAIA! Ficamos assistindo o anoitecer, admirando a enooorme lua cheia que estava se formando diante ao mar… sensação maravilhosa! ❤

11182083_415451255304463_4684119201578401889_n

 

11151055_911530122236767_4453364171545413682_n

Enquanto curtíamos a praia, o Vasco (Vaixxxxco) ganhou o jogo contra o Botafogo depois de 12 anos de espera. Isso resultou numa queima de fogos de uns 30 minutos, parecia até ano novo kkkkkk Cause baby, you’re a firewoooooork
De repente os fogos começaram a ficar muito próximos da gente e cair na areia em nossa direção, então começamos a correr feito loucos, bem cena de filme de guerra! Inclusive um dos fogos chegou a cair no meu pé mas graças a Deus não foi nada grave.

Voltamos para o hotel para tomar banho e se arrumar para aproveitar um pouquinho da noite carioca. Decidimos ficar em um barzinho conversando, tomando uns bons drinks, petiscando,etc. No finalzinho da noite ainda rolou um luauzinho: fomos para o quiosque e aproveitamos mais um pouquinho da praia!

No dia seguinte era o tão esperado dia de conhecer o Projac! Uhuuuuul *-*

11111119_415998608583061_9188023723580243346_n
Quando chegamos lá o Globo Universidade fez uma entrevista com alguns dos alunos sobre Meio Ambiente e Sustentabilidade e fomos para um coffee break. Depois assistimos a gravação do programa Ofício em Cena da Globo News comandado pela apresentadora Bianca Ramoneda. A convidada do dia era a atriz Deborah Secco, que contou sua trajetória como atriz, e explicou como funcionam os laboratórios para a criação de um personagem, etc.

No final do programa Deborah recebeu todos os alunos e tirou foto com todo mundo, um AMOR de pessoa! ❤

11146551_415660025283586_3684744051008914104_n

Ao sair do estúdio encontramos a Fátima Bernardes, a Ingrid Guimarães e o Leandro Hassum, mas como eles estavam atrasados para a gravação não conseguimos tirar foto (mas eu filmei kkkkkk)

Começamos o tour visitando a cidade cenográfica onde são gravadas atualmente as cenas de Babilônia, Sete Vidas e I Love Paraisópolis.  É incrível o trabalho artístico da cenografia: a perfeição e a realidade de cada elemento! A parte que fiquei mais encantada foi com a reconstrução do bairro Leblon: a representação dos apartamentos, comércios… Dá para morar fácil naquele lugar!!

19425_812832265451802_7222134238722422632_n

Bar do Tadeu, antiga Pastelaria do Beiçola – A Grande Família

 

 

Não é a toa que a Globo é chamada de Hollywood Brasileira, afinal são produzidas três diferentes novelas AO MESMO TEMPO e que são transmitidas de Segunda à Sábado, caminho totalmente diferente dos seriados americanos que possuem suas temporadas de exibição e com intervalo de gravação.

Também visitamos o setor de figurinos: a parte da confecção da peça e um closet enoooooooorme (e invejável) com as roupas e acessórios de todos os personagens de novelas, séries, programas, etc. Tudo super organizado, separado por época, cor e codificado para não ter problema na hora de procurar né!?

11206052_987745924569359_8196106424014557563_n

Conhecemos a fábrica de cenários, onde são feitas as tapadeiras (fundo) para as cenas. E por último visitamos o setor de Efeitos Especiais responsável por produzir os acidentes, explosões, etc.

A visita chegou ao fim e já estava na hora de voltar para São Paulo. Foi uma viagem bem rápida e que conquistou o coração de todo mundo. Ninguém queria voltar e bateu aquela depressão pós Rio 😦

Essa viagem foi com toda certeza a realização de um sonho! Como estudante de comunicação, é incrível visualizar a realidade de uma emissora, os bastidores, conhecer como são produzidas as novelas, os programas, etc.
Quem acompanha o blog, sabe que ir ao Rio de Janeiro faz parte da minha Wishlist há muitos anos, mas nunca dava certo e dessa vez não só deu tudo certo como foi uma experiência que vou levar para toda a minha vida!

Agradeço aos professores e a universidade por essa oportunidade e aos meus colegas por todos os momentos que vivenciamos juntos! ❤

ps: filmei algumas partes da viagem e da visita ao Projac! Fica ligado no meu canal do Youtube que em breve vou postar!

#VoltaRio